Poço Branco: Aniversariante Hoje é a Amiga Rose da Pousa

27/03/2019

Parabéns e que Deus te Abençoe Rose.

Turma da 89 FM em João Câmara Comemora o Aniversário da Amiga Rose da Pousa com direito a Bolo, Parabéns Amiga Deus te Abençoe.

Comente

Bebê é encontrada morta em quintal de casa na Grande Natal

27/03/2019

Dona do imóvel disse que acordou com os cachorros latindo, e que o corpo foi jogada por cima do muro.

Por G1 RN

Corpo da bebê foi encontrado na manhã desta quarta-feira (27) no quintal de uma casa no bairro Rosa dos Ventos, em Parnamirim — Foto: Alan Cléber/Inter TV Cabugi

Corpo da bebê foi encontrado na manhã desta quarta-feira (27) no quintal de uma casa no bairro Rosa dos Ventos, em Parnamirim — Foto: Alan Cléber/Inter TV Cabugi

O corpo de uma bebê foi encontrado na manhã desta quarta-feira (27) no quintal de uma casa no bairro Rosa dos Ventos, em Parnamirim, cidade da Grande Natal. Segundo a PM, a suspeita é de que a menina já estava morta quando foi jogada por cima do muro. Contudo, somente após a perícia será possível atestar se ela nasceu morta ou se morreu após o parto.

Segundo a PM, a dona do imóvel contou que ouviu os cachorros latindo ainda na madrugada, mas que só levantou para ver o motivo da barulheira quando o dia amanheceu. Ao chegar ao quintal, a mulher contou que encontrou o corpo dentro de uma sacola. A bebê não estava vestida.

Após a descoberta, a dona da casa chamou a PM, que em seguida acionou o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Comente

Reforma da Previdência será votada na CCJ até 17 de abril, diz PSL

27/03/2019

De acordo com Joice Hasselmann, o partido fará um trabalho de convencimento com parlamentares para evitar dissidências, explicando a importância da reforma d

Líder do Governo no Congresso Nacional, deputada Joice Hasselmann
 
 

A reforma da Previdência será votada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara até 17 de abril, disse na noite da terça-feira, 26, o presidente da comissão, deputado Felipe Francischini (PSL-PR). Acompanhado de deputados e líderes do partido, ele reuniu-se por uma hora e meia com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, para definir o posicionamento da legenda.

Segundo a líder do Governo no Congresso Nacional, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), o presidente nacional do partido, Luciano Bivar, participou da reunião por teleconferência e assegurou o fechamento da legenda em torno da reforma. Ela disse que o partido fará uma declaração oficial nesta quarta-feira, 27, para anunciar a decisão.

De acordo com Joice Hasselmann, o partido fará um trabalho de convencimento com parlamentares para evitar dissidências, explicando a importância da reforma da Previdência para o equilíbrio das finanças do governo. “Não queria que o partido do presidente da República perdesse o protagonismo de ser o primeiro partido a fechar questão em relação à nova Previdência”, disse a deputada.

A parlamentar disse que pode haver uma margem de 5% dos deputados do PSL que votarão contra a reforma da Previdência, mas que algum grau de não adesão é aceitável dentro de qualquer partido. Ela admitiu que a principal dificuldade será convencer os parlamentares da legenda a aceitarem a proposta de reforma da Previdência dos militares.

“Por isso, trabalho com uma margem de erro. A gente tem que trabalhar com o convencimento em relação ao texto dos militares. A gente sabe que, no Congresso Nacional, nada se faz goela abaixo em partido nenhum. Tudo é na conversa, no diálogo, no convencimento”, explicou.

Para Joice Hasselmann, o fechamento de questão do PSL em torno da reforma da Previdência é essencial para atrair outros partidos para a base do governo. Ela considerou a palavra do presidente da legenda um avanço. “Precisamos avançar muito e ter conversa com líderes de partidos para a construção da nova base. Isso é uma coisa. Agora é óbvio que os outros partidos que pretendem vir para a base naturalmente cobrem um posicionamento do PSL, porque é justo que o partido do presidente seja o primeiro [a fechar questão]”, disse.

Relator

O presidente da CCJ disse que o relator da reforma da Previdência na comissão deve sair ainda esta semana. Ele não indicou se o deputado será do PSL, apenas disse que está trabalhando com diversos nomes. “Estamos construindo o relator em conjunto com o ministro Paulo Guedes e sua equipe, o ministro [da Casa Civil] Onyx [Lorenzoni] e com nossas lideranças do Governo na Casa. Acredito que terei boa notícia ainda esta semana. Estamos vendo o timing do relator. Estamos estudando alguns nomes”, disse.

Francischini justificou a decisão de Paulo Guedes de não comparecer à comissão enquanto não houver um relator escolhido para análise do projeto na CCJ. “O que o ministro entende é que é importante que haja um relator designado até a ida dele à comissão até para que ele esclareça algumas dúvidas do relator. Acho que é um ponto com bastante discernimento, e estamos avaliando essa questão”, disse.

Avanços

Sobre a reivindicação de líderes de 13 partidos para a exclusão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e da aposentadoria rural do texto em troca do apoio à reforma, Joice Hasselmann disse ter considerado a notícia positiva. 

“Muita gente viu como um fato negativo. Eu vi como um fato extremamente positivo. Ao mesmo tempo em que houve sinalização de retirada de pedaço do texto, também houve sinalização de líderes, inclusive que estão independentes ou em partidos da oposição, de que é preciso caminhar e que a nova Previdência é fundamental para o país”, disse.

Segundo a deputada, diversos pontos podem ser retirados da proposta, desde que a economia final em dez anos fique em R$ 1 trilhão. A proposta foi enviada ao Congresso com economia prevista de que R$ 1,17 trilhão em dez anos, incluindo a reforma da Previdência dos militares. “Não podemos abrir mão do R$ 1 trilhão. Essa é a espinha dorsal. A gente não pode ter uma Previdência corcunda. Ela tem de ser ereta”.

Comente

Reservas hídricas do RN acumulam 22,49% da capacidade

27/03/2019

Volume é o dobro do acumulado no mesmo período de 2018

O Governo do RN, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento dos municípios potiguares. No relatório Volumétrico divulgado nessa terça-feira (26) consta que as reservas hídricas superficiais totais do Estado somam 992.113.097 m³, percentualmente, 22,49% dos 4.411.787.259 m³ que as Bacias Hidrográficas estaduais conseguem acumular, atualmente.

Dos reservatórios monitorados, 7 estão secos, percentualmente, 14,89%. Já os reservatórios considerados em volume morto são 7, mesmo percentual dos secos. No dia 26 de março de 2018, os mananciais secos eram 14, o que percentualmente representava 29,78% dos açudes potiguares, já os em volume morto eram 16, em termos percentuais, 34%. As reservas hídricas superficiais totais somavam 499.156.437 m³, ou 11,31% do total que as barragens potiguares conseguem acumular.

Até o momento dois reservatórios chegaram a 100% da sua capacidade. Pataxó, localizado em Ipanguaçu, com capacidade para 15.017.379 m³, e Beldroega, localizado em Paraú, com capacidade total de 8.057.520 m³. Outros reservatórios estão com mais de 70% das suas capacidades, casos de: Encanto, que está com 87% do seu volume máximo; Riacho da Cruz II, com 82%; Rodeador, em Umarizal, com 78%; e Mendubim, em Assú, com 71%.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente, está acumulando 503.957.333 m³, percentualmente, 21% do seu volume máximo. Em 2018, no mesmo dia 26 de março, ela estava com280.454.733 m³, ou 11,69%, ainda em volume morto.

Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do estado, com capacidade para 599.712.000 m³, atualmente, está acumulando 135.915.601 m³, ou 22,66% do seu volume total. No mesmo período do ano passado ela estava com 81.042.000 m³, ou 13,51% da sua capacidade de acumulo.

A barragem de Umari, com capacidade para 292.813.650 m³, atualmente, está com 98.562.845 m³, percentualmente 33,66%, do seu volume máximo. No mesmo período, em 2018, ela estava com 36.674.381 m³, ou 12,52%.Portal Noar.

Comente

Com prédio interditado, funcionários do Procon/RN serão remanejados

27/03/2019

Servidores vão para as Centrais do Cidadão do Via Direta e da zona Norte

A partir desta quarta-feira (27), os funcionários do Procon/RN serão remanejados para as Centrais do Cidadão do Via Direta e da zona Norte. O motivo da mudança é a interdição do prédio do órgão, localizado na Ribeira.

Segundo o Governo, a decisão foi tomada após uma vistoria do Corpo de Bombeiros, que alegou falta de estrutura no local.

O vereador Ney Lopes Júnior, que assumiu a coordenação geral do Procon/RN em 2014, destacou que já alertava sobre o problema desde a sua gestão.

“Na época, cheguei a interditar o prédio, recebi duras críticas, mas decidi priorizar pela segurança dos funcionários e consumidores. Nada foi feito e hoje o problema se repete”, explicou.Fonte Portal Noar.

Comente

Líderes de 13 partidos anunciam apoio à reforma da Previdência

26/03/2019

Porém, pedem a exclusão do BPC e da aposentadoria rural

Plenário da Câmara aprova, em votação simbólica, suspensão de decreto sobre sigilo de documentos.

Líderes de 13 partidos (PR, SD, PPS, DEM, MDB, PRB, PSD, PTB, PP, PSDB, Patriotas, Pros e Podemos) divulgaram nesta terça-feira (26) uma nota em apoio à reforma da Previdência, mas impõem condições. Pedem a exclusão da proposta de dois aspectos: o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a aposentadoria rural. 

Para o líder do DEM, Elmar Nascimento (DEM-BA), a retirada desses trechos é fundamental para proteção de pessoas abaixo da linha da pobreza no país. O manifesto, segundo Nascimento, pretende esclarecer à sociedade que a o Parlamento preservará os “mais pobres e mais vulneráveis” no texto da reforma da Previdência. Fonte Agencia Brasil.

Comente

Acordo evita votação de requerimento para convocar Guedes à CCJ

26/03/2019

Ministro irá à comissão dia 3 para detalhar reforma da Previdência

O presidente Jair Bolsonaro coordena reunião do Conselho de Governo.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que reuniu-se de manhã com governadores, participou à tarde de reunião do Conselho de Governo, no Palácio do Planalto - Marcos Corrêa/PR

A audiência pública com juristas – dois do governo, dois da oposição e dois independentes – para discutir a legalidade da reforma da Previdência foi adiada para o dia seguinte, 4 de abril. O encontro estava previsto para amanhã (27).

Segundo o líder do Governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), a data foi escolhida porque, até 3 de abril, o relator da reforma da Previdência na CCJ deverá ser conhecido. Caso Guedes não compareça na data, o requerimento de convocação será votado.

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) disse que o acordo não deveria especificar a escolha do relator antes dessa data para não indicar que o Parlamento estaria cedendo a uma “chantagem” do ministro Paulo Guedes. O presidente da CCJ, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), no entanto, disse que a escolha do relator é uma prerrogativa dele e não estaria submetida ao acordo.

Apesar das ressalvas de alguns deputados da oposição, o acordo foi aprovado, e o requerimento de convocação de Guedes não foi votado. A reunião da CCJ foi encerrada por volta das 16h30 por causa da abertura da Ordem do Dia no plenário da Câmara.

Desde as 14h30, Guedes está no Palácio do Planalto, onde participa da reunião do Conselho de Governo com o presidente Jair Bolsonaro. Segundo a assessoria do Ministério da Economia, não há previsão de horário para Guedes sair do palácio.

O comparecimento de Guedes à CCJ para explicar a reforma da Previdência estava previsto para esta tarde, mas, de manhã, o ministro cancelou a ida, alegando que preferiria comparecer depois que a comissão escolher o relator da proposta.

Guedes chegou a enviar o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, e técnicos da pasta para explicarem a reforma da Previdência aos deputados. A decisão, no entanto, não agradou à oposição, que apresentou um requerimento com 23 assinaturas, uma a mais que o necessário, para votar a convocação do ministro para a comissão.

 

Diferentemente do convite, a convocação exige o comparecimento obrigatório do ministro. Caso o requerimento tivesse sido aprovado, Guedes poderia ser enquadrado por crime de responsabilidade se deixasse de comparecer à CCJ.

Comente

Petrobras anuncia mudança na periodicidade de reajuste do óleo diesel

26/03/2019

Preço não poderá ser reajustado em períodos inferiores a 15 dias

Greve de caminhoneiros provoca fila para abastecimento de combustível em posto de gasolina no Rio de Janeiro.

A Petrobras anunciou hoje (26) mudança na periodicidade para reajustes do óleo diesel. A partir de agora, o preço do combustível não poderá ser reajustado em períodos inferiores a 15 dias.

Até então, o valor do litro do diesel poderia variar até diariamente. Segundo a estatal, os preços do diesel nas refinarias da companhia correspondem a cerca de 54% dos preços ao consumidor final.

A estatal anunciou ainda a criação do “Cartão Caminhoneiro”, que permitirá a compra do combustível a preço fixo nos postos com a bandeira BR. O cartão deve entrar no mercado em 90 dias. Segundo a empresa, o cartão "servirá como uma opção de proteção da volatilidade de preços, garantindo assim a estabilidade durante a realização de viagens".

A decisão foi aprovada em reunião com a diretoria executiva. Em nota, a Petrobras garante que “manterá a observância de preços de paridade internacional (PPI), abstendo-se, portanto, de práticas que poderiam caracterizar o exercício de poder de monopólio, já que possui 98% da capacidade de refino do Brasil”.

A alta do preço do combustível foi a principal justificativa para a greve dos caminhoneiros em maio de 2018.

 

Comente

Trem bate em caminhão na Zona Oeste de Natal

26/03/2019

Veículo leve sobre trilhos estava com passageiros e bateu em caminhão de empresa de poda no bairro das Quintas, na tarde desta terça-feira (26). Ninguém fic

Por G1 RN

VLT bateu em caminhão de poda na rua Cônego Monte, no bairro das Quintas, em Natal — Foto: Chico Potengy

VLT bateu em caminhão de poda na rua Cônego Monte, no bairro das Quintas, em Natal — Foto: Chico Potengy

Um veículo leve sobre trilho (VLT) bateu em um caminhão usado na poda de árvores em Natal, na tarde desta terça-feira (26). De acordo com a Companhia de Trens Urbanos (CBTU), o carro estava dentro da área de segurança, próximo a linha férrea. Eles seguiam em sentidos opostos. Ninguém ficou ferido.

O caso foi registrado por volta das 14h na rua Cônego Monte, no bairro das Quintas, próximo ao Hospital Giselda Trigueiro.

Com o acidente, parte da estrutura externa do VLT, feita de fibra, ficou danificada. Assustados, alguns passageiros deixaram o trem com a ajuda de pessoas que testemunharam o acidente. O equipamento foi tirado do local e levado para a oficina da companhia.

Responsável pela empresa Engemaia, Leonardo Maia, que presta o serviço de podas para a Prefeitura de Natal, o caminhão saia da rua, quando o acidente aconteceu. "As pessoas ainda sinalizaram que o trem estava vindo, mas não deu tempo", disse.

Segundo a CBTU, as viagens previstas para o dia seguem com horário normal. Por fim, a companhia alertou que veículos devem ser estacionados a pelo menos 15 metros de distância das linhas férreas.

Estrutura de VLT ficou destruída após batida em caminhão de poda, em Natal  — Foto: Chico Potengy

Estrutura de VLT ficou destruída após batida em caminhão de poda, em Natal — Foto: Chico Potengy

Comente

Universitária morta no RN foi estuprada e vítima de feminicídio, conclui Polícia Civil; PM é suspeito

26/03/2019

Informações sobre o inquérito foram divulgadas nesta terça-feira (26) pelos investigadores.

Por G1 RN

Zaira Cruz tinha 22 anos — Foto: Arquivo Pessoal

Zaira Cruz tinha 22 anos — Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Civil informou nesta terça-feira (26) que a estudante universitária Zaira Cruz, assassinada em Caicó, no Seridó potiguar, no carnaval, foi vítima de feminicídio e dois estupros praticados pela mesma pessoa. O suspeito é o policial militar que foi preso no dia 15 de março pela polícia durante as investigações.

As informações foram repassadas pelo delegado Leonardo Germano, titular da Delegacia Municipal de Caicó e responsável pelo inquérito. Segundo ele, a jovem, que tinha 22 anos, foi estuprada pelo PM, primeiramente, no mês de agosto de 2018. O crime não foi denunciado, contudo foi constatado na investigação. Depois disso, no dia 2 de março deste ano, ela foi morta pelo policial.

“No dia 2 de março de 2019, Zaira Cruz encontra-se com ele no carnaval de Caicó. Ele fica com a vítima, dentro de um veículo, entre 2h14min e 3hs da madrugada. Neste lapso temporal, o policial tenta ter relação sexual com a universitária, porém ela nega. Diante da negativa de Zaira, ele a estupra e depois decide matá-la. Por volta das 3hs, Zaira é encontrada morta dentro do veículo, no banco do passageiro”, detalhou o delegado.

Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que o primeiro estupro sofrido por Zaira Cruz, no mês de agosto do ano passado, foi compartilhado pela vítima em conversas com pessoa próxima a ela. A universitária relatava que o policial militar tentou manter relação sexual, sem uso de preservativo e que, após a negativa dela, ele a violentou.

“Diante deste fato, gostaríamos de deixar um alerta sobre a importância das mulheres denunciarem este tipo de violência, para que não haja uma progressão característica do ciclo da violência”, alertou o delegado Leonardo Germano. O policial está preso e é apontado pelos investigadores como responsável pelos crimes. O inquérito agora será remetido à Justiça. Fonte G1RN.

Comente

Companhia desativa mais de 1.500 'gatos de energia' desde janeiro no RN

26/03/2019

Ligações clandestinas foram identificadas em casas e estabelecimentos comerciais durante inspeções da Operação Varredura, da Cosern.

Por G1 RN

Mais de 1.500 gatos de energia foram desativados pela Cosern somente entre janeiro e março, no Rio Grande do Norte — Foto: Cosern/Divulgação

Mais de 1.500 gatos de energia foram desativados pela Cosern somente entre janeiro e março, no Rio Grande do Norte — Foto: Cosern/Divulgação

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) desligou mais de 1.500 ligações clandestinas, conhecidas como gatos, em casas e estabelecimentos comerciais do estado, somente nos primeiros meses de 2019. A empresa realiza a “Operação Varredura” em várias cidades.

De janeiro até agora já foram realizadas 12.823 inspeções que identificaram e desligaram precisamente 1.545 ligações clandestinas em todo estado, segundo Gilmar Mikeias, gerente do Departamento de Recuperação de Energia da Cosern.

“Nestes quase três meses de 2019, a Cosern já recuperou 4,1 milhões de kWh que estavam sendo desviados por eletrotraficantes, quantidade suficiente para abastecer 26 mil clientes (um município do porte de Assu, por exemplo) por 30 dias”, afirmou.

Além de crime, gatos de energia podem causar acidentes graves, segundo a Cosern — Foto: Cosern/Divulgação

Além de crime, gatos de energia podem causar acidentes graves, segundo a Cosern — Foto: Cosern/Divulgação

Ao longo do ano passado, a operação da Cosern recuperou quase 22 milhões de kWh que estavam sendo furtada por meio dos gatos. A quantidade seria suficiente para abastecer os 17 municípios da região Seridó durante um mês.

A Cosern ainda alertou que o gato de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena pode chegar a 04 anos de reclusão. Além de crime, a fraude representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo.

"A infração também provoca perturbações no fornecimento de energia, pode causar queima de equipamentos e parte do prejuízo é dividida por todos os consumidores na hora do reajuste tarifário homologado pela Aneel anualmente", apontou a companhia.

Comente

Rio Grande do Norte terá redução no repasse do FPE para 2020

26/03/2019

Tribunal de Contas da União atualizou os valores para a distribuição do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal para 2020; mudança vai red

Rio Grande do Norte recebeu R$ 657 milhões através do FPE em 2019

O Rio Grande do Norte terá reduzida a cota do Fundo de Participação dos Estados (FPE) em 2020. Segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), que aprovou na última segunda-feira, 25, os coeficientes individuais para a distribuição dos recursos, o governo potiguar terá uma participação menor na divisão do repasse constitucional em comparação com o ano de 2019.

Segundo o acórdão que definiu os valores das cotas para o exercício 2020, que foi assinado pelo ministro José Múcio Monteiro Filho, atual presidente do TCU, o coeficiente de participação do Rio Grande do Norte caiu de 4,181095% para 4,036614%. Ou seja, o Estado poderá ter queda nos valores totais do FPE. O índice é utilizado para a partilha do repasse constitucional feito pela União.

Ainda de acordo com o TCU, esta é a primeira redução do coeficiente de participação nos últimos anos. Desde então, a participação do Rio Grande do Norte apresentava evolução nos valores. Em 2018, por exemplo, o coeficiente para o estado foi de 2,4324%.

Segundo dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o Rio Grande do Norte recebeu R$ 657 milhões através do FPE em 2019, a partir dos repasses feitos nos meses de janeiro e fevereiro. No mesmo período de 2018, o Estado recebeu R$ 591 milhões.  

 Os valores a serem pagos variam de acordo com a população e renda domiciliar per capita de cada unidade federativa medidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com a Constituição Federal, o FPE será constituído por 21,5% do que a União arrecada com Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). 

Ainda segundo o TCU, os Estados têm 30 dias para apresentar recurso aos cálculos do Tribunal.

Fonte Agora RN.

Comente

Prefeitura inicia demolição de imóveis na comunidade do Jacó, em Natal

26/03/2019

Secretário de obras do município, Tomaz Neto, explicou que a ação de demolição será em etapas, por conta do risco de desabamento da encosta

Agentes da Defesa Civil na comunidade do Jacó

Preocupada com o risco iminente de desabamento de casas na comunidade do Jacó, a Prefeitura de Natal iniciou na segunda-feira, 25, a demolição de imóveis que apresentam problemas de infraestrutura, como rachaduras na área localizada na praia do Meio, na zona Leste.

A ação é coordenada pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), com o apoio das Secretarias Municipais de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes (Seharpe) e Serviços Urbanos (Semsur), além da Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana).

O secretário da Semov, Tomaz Neto, explicou que a ação de demolição será em etapas, por conta do risco de desabamento da encosta. “Iniciamos a demolição pela retirada da cobertura, com o objetivo de reduzir a carga sobre a encosta. Após isso, vamos partir para as outras partes dos imóveis”, ressaltou o gestor.

Ainda segundo Tomaz Neto, na primeira etapa serão demolidas de 10 a 15 casas, num total de 33 imóveis: “Creio que concluiremos o trabalho dentro de aproximadamente 20 dias”.

Parceira da Secretaria de Obras Públicas na ação, a Secretaria de Habitação já iniciou a remoção de 18 famílias do Jacó para os Residenciais Village de Prata, no bairro Planalto (Zona Oeste), e São Pedro, nas Rocas (Zona Leste), garantindo desse modo abrigo para os ex-moradores da comunidade. Fonte Agora RN.

Comente

Deputado pede a ministro para manter programa habitacional no RN

26/03/2019

Benes Leocádio reuniu-se com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto

O deputado Federal Benes Leocádio (PRB-RN) esteve na manhã desta terça-feira (26) em reunião com o Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para reforçar a necessidade do programa habitacional Pró-Moradia no Rio Grande do Norte. O parlamentar, que já participou de algumas audiências sobre o tema, pede a manutenção do contrato de repasse do programa e a construção de moradias de interesse social, em aproximadamente 60 municípios no Estado.

“Estivemos conversando com o ministro Gustavo Canuto sobre a importância da continuidade do programa em nosso Estado. Esperamos contar com a sensibilidade do Governo Federal e viabilizar a construção dessas moradias para as famílias potiguares que tanto necessitam dessa ação”, disse Benes.

O deputado Benes Leocádio já participou de audiências na Superintendência da Caixa Econômica Federal, com representantes da Companhia Estadual de Habitação (Cehab), e na Secretaria Nacional de Habitação para tratar o tema. “Estamos confiantes na conquista deste pleito que vai contribuir para minimizar o déficit habitacional do RN e beneficiar os municípios potiguares que necessitam do programa para viabilizar construções de moradias para as famílias mais carentes”, explicou.

Fonte Portal Noar.

Comente

Governo fará combate ao crime junto com estados e municípios

26/03/2019

Ideia é firmar convênios para ações de segurança pública

Por Alex Rodrigues / Da Agência Brasil

O governo federal deve implementar, em breve, um projeto-piloto interministerial para tentar reduzir os índices de criminalidade no país. A ideia é firmar convênios com estados e municípios para, juntos, atuar nas cidades com altos índices de crimes violentos, desenvolvendo ações de segurança pública e de promoção social.

“Vamos selecionar cinco municípios para um projeto- piloto”, explicou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ao anunciar, hoje (26), em Brasília, que o programa desenvolvido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) está prestes a ser colocado em prática.

Durante conversa com jornalistas, Moro não revelou os nomes das cinco primeiras cidades escolhidas, mas, na sequência da reunião com os ministros da Cidadania, Osmar Terra; do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e da Educação, Ricardo Vélez, ele recebeu os governadores de Goiás, Ronaldo Caiado, e do Paraná, Ratinho Júnior.

Cinco municípios escolhidos

Para a imprensa, os dois governadores anunciaram que Goiânia e São José dos Pinhais (PR) estão entre os cinco municípios escolhidos.

Segundo Moro, os detalhes do projeto serão anunciados em breve. A expectativa é que as primeiras medidas sejam implantadas no segundo semestre deste ano.

“Primeiro faremos uma ação concertada [conjunta] das forças de segurança pública federais, estaduais e municipais para uma redução drástica da criminalidade. Concomitantemente, serão realizadas ações de políticas sociais, urbanísticas, de cidadania, educação, saúde, direitos humanos e desenvolvimento regional”, explicou Moro, destacando a importância do governo federal assumir mais responsabilidades no controle da criminalidade.

De acordo com o ministro, a iniciativa difere e complementa o projeto de lei anticrime que o governo federal enviou ao Congresso Nacional para tentar reduzir os índices de homicídios e a corrupção.

“O PL [tem] medidas legislativas que visam a uma mudança geral [em várias leis] e a um tratamento mais rigoroso contra a criminalidade violenta, organizada e contra o crime de corrupção. Aqui, estamos falando de ações executivas [realizadas pelos governos federal, estaduais e municipais]”, disse o ministro da Justiça e Segurança Pública.

Repressão policial

Os ministros da Cidadania, Osmar Terra; do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e da Educação, Ricardo Vélez, destacaram a importância de ações conjuntas no enfrentamento à criminalidade. Para Vélez, a repressão policial, sozinha, não consegue modificar a realidade e assegurar a manutenção de eventuais resultados positivos obtidos exclusivamente com o policiamento ostensivo.

“O fator educacional é importantíssimo. Não basta repressão. É necessário que haja ação social, dentro da qual a educação é fundamental para reduzir os índices de violência”, disse Vélez, citando os bons resultados alcançados por seu país de origem, a Colômbia, e por algumas localidades brasileiras que integraram as ações de diversos setores.

Para Osmar Terra, a iniciativa em estudo e o projeto de lei anticrimes encaminhado ao Congresso fazem parte de um esforço do governo federal para assumir mais responsabilidade na segurança pública.

“O governo está propondo uma política integrada, envolvendo várias áreas. Não vamos reduzir a violência só com repressão. Haverá o tratamento das pessoas com dependência química, a prevenção a problemas de saúde mental, mediação de conflito, ações de cidadania e geração de emprego e renda, principalmente para os jovens das comunidades mais afetadas pela violência”, comentou o ministro.

Localidades prioritárias

Já o ministro do Desenvolvimento Regional destacou que a iniciativa pode ajudar ministérios e entes federais a identificarem as localidades prioritárias para o investimento de recursos públicos.

“Estamos em Brasília, mas [atuando] com foco no Brasil todo. O Ministério do Desenvolvimento Regional dará todo o apoio às questões de saneamento, urbanização, abastecimento de água, iluminação pública e no que mais for necessário com foco na redução do crime violento. É, inclusive, um critério de escolha da alocação de recursos. Sabemos das restrições orçamentárias. São programas como este que vão definir onde investiremos os recursos que temos”, disse Canuto.

Para o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, a inclusão de Goiânia entre as cinco cidades onde o projeto-piloto será implantado se justifica pelo número de moradores da capital, Goiânia, embora haja outras regiões mais violentas em Goiás.

“Quando avaliamos os indicadores cidade por cidade, há, no Entorno de Brasília, cidades goianas que estão entre as cinco mais violentas do país. Já Goiânia, quando somamos [as ocorrências] de todas as cidades da região metropolitana, tem um significado maior por causa da projeção que tem, mesmo que os índices [de criminalidade] tenham caído bastante”, afirmou Caiado, revelando que sugeriu à equipe da Senasp que, após 60 dias da implementação do projeto-piloto na capital, a experiência seja transferida para o Entorno de Brasília.

Ao confirmar a seleção de São José dos Pinhais, o governador do Paraná, Ratinho Júnior, disse que o projeto deve ser colocado em prática entre junho e julho.

 

“Estamos nos organizando. São José dos Pinhais foi escolhida por ser uma das cidades paranaenses onde os índices de violência mais cresceram nos últimos 20 anos”, finalizou o governador.

Comente

Clínicas de hemodiálise estão com pagamento do Governo atrasado

26/03/2019

“Estamos falando de vida”, denunciou deputado Tomba Farias

O Governo do Estado está com o pagamento das clínicas de hemodiálise atrasados, fato que pode levar à paralisação dos serviços que atendem um expressivo contingente de paciente. A denúncia é do deputado estadual Tomba Farias (PSDB) que cobra à governadora Fátima Bezerra a adoção de providências urgentes no sentido de pagar os valores devidos. A Secretaria de Saúde diz que iniciou os pagamentos.

Segundo o parlamentar clínicas de hemodiálises em vários municípios como Natal, Caicó, Paulo dos Ferros, Açu, Mossoró e Santa Cruz, estão passando pelo problema. “Nós estamos falando de vidas que não podem esperar. São pacientes que passam quatro horas todos os dias em uma máquina esperando receber uma doação de rim para fazer o seu transplante. Um paciente desse é um grande lutador”, enfatiza.

Exemplificando a situação de inadimplência, Tomba Farias disse que em Caicó, por exemplo, a clínica de hemodiálise está sem receber pagamento desde novembro de 2018. Em outros municípios, as clínicas amargam o atraso de pagamento desde janeiro do corrente ano.

O parlamentar lembra que o pagamento destinado às clinicas de hemodiálises são oriundos do governo federal e são repassados para as instituições médicas através do governo do Estado. “São recursos do governo federal que se encontram no caixa estadual. Peço a governadora que sejam efetuados os pagamentos. Se essas clinicas pararem vai ser o final do mundo para os pacientes”, destaca.

Dívida herdada

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que iniciou, na semana passada, o pagamento às clínicas de hemodiálise e diz que está trabalhando ininterruptamente e de forma articulada para honrar o compromisso firmado com cada um dos prestadores.

Segundo a pasta, o atraso no pagamento se deve ao fato de que a dívida ficou em restos a pagar, decorrentes da gestão anterior, e como a abertura do orçamento só ocorreu no início de março, os trâmites burocráticos provocaram o atraso na quitação dos débitos. Portal Noar.

Comente

Líderes do Centrão querem BPC e aposentadoria rural fora da reforma

26/03/2019

Onze partidos divulgaram nota conjunta defendendo reforma com essas mudanças

Líderes de 11 partidos divulgaram nesta terça-feira (26) na Câmara uma nota em apoio à aprovação da reforma da Previdência, mas defendendo alterações no texto original, de modo a suprimir os trechos referentes ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) e as alterações na aposentadoria rural.

O líder da maioria Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) leu o documento e disse que o grupo não irá permitir também a desconstitucionalização generalizada da Previdência.

No documento, os partidos do Centrão PSDB, DEM, PP, PR, PRB, PSD, PTB, SD, MDB, Podemos e Cidadania, alegam que qualquer reforma na Previdência deve ter como princípios maiores a proteção aos mais pobres e mais vulneráveis.

Os líderes do grupo escreveram ainda que “como forma de garantir segurança jurídica a todos os que serão impactados por esta tão importante e necessária reforma, não permitirão a desconstitucionalização generalizada do sistema previdenciário do país”. Fonte Portal Noar.

Comente

PM apreende mais de 70 quilos de drogas na Zona Norte de Natal

21/03/2019

Seis pessoas foram detidas na operação, que aconteceu na tarde desta quarta-feira (20) no loteamento José Sarney.

Por Acson Freitas, Inter TV Cabugi

PM apreende mais de 70 quilos de drogas na Zona Norte de Natal — Foto: Polícia Militar/Cedida

PM apreende mais de 70 quilos de drogas na Zona Norte de Natal — Foto: Polícia Militar/Cedida

A Polícia Militar apreendeu mais de 70 quilos de drogas dentro de uma casa no conjunto José Sarney, na Zona Norte de Natal. Seis pessoas foram detidas na operação da PM, que aconteceu na tarde desta quarta-feira (20).

Os policiais chegaram à residência após uma denúncia anônima. Homens das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) e do Batalhão de Choque participaram da ação. Ao chegarem no imóvel, encontraram as porções de crack (1,2kg) e tabletes de maconha, esta última em maior quantidade.

Dentro da residência também estavam seis pessoas, que foram detidas pelos policiais. Além dos entorpecentes, também foram apreendidos R$ 8 mil, duas motocicletas e balanças de precisão. Todo o material e os suspeitos foram levados para a Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc).

 

Comente

Sistema de segurança flagra ação de bandidos e PM evita arrombamento de caixa de banco na Zona Leste de Natal

21/03/2019

Tentativa de violação aconteceu na madrugada desta quinta (21) na agência do Banco do Brasil da Av. Afonso Pena, no bairro Tirol. Malotes com cheques foram a

Por G1 RN

Malotes com cheques e documentos foram deixados para trás   — Foto: PMRN

Malotes com cheques e documentos foram deixados para trás — Foto: PMRN

A Polícia Militar conseguiu evitar o arrombamento de um caixa eletrônico dentro do Banco do Brasil que fica na Avenida Afonso Pena, no bairro Tirol, na Zona Leste de Natal. Os bandidos fugiram pouco tempo antes da chegada das viaturas do 1º Batalhão e Batalhão de Choque. No local, foram abandonados malotes com cheques e documentos.

A tentativa de violação do terminal aconteceu na madrugada desta quinta-feira (21), por volta das 2h40, momento em que o sistema de segurança detectou a presença dos criminosos no interior da agência. Com um maçarico, os bandidos ainda iniciaram o corte de um dos terminais, mas o serviço foi interrompido assim que o alarme tocou.

"Nossa central foi acionada e viaturas enviadas rapidamente ao banco. Porém, quando as guarnições chegaram, os criminosos já haviam fugido. O mais importante foi que conseguimos evitar que eles arrombassem o terminal", destacou o tenente-coronel Eduardo Franco, da assessoria de comunicação da PM.

Policiais do BPChoque e do 1º BPM ainda realizaram buscas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

 

Comente

Bolsonaro chega a Santiago querendo incrementar o comércio bilateral

21/03/2019

Pauta de assuntos é bastante diversificada e inclui mudanças na legislação previdenciária brasileira inspirada no modelo chileno

Bolsonaro quer estreitar as relações comerciais do Brasil com o Chile
 
 

O presidente Jair Bolsonaro chega nesta quinta-feira, 21, ao Chile onde pretende abrir caminho para  impulsionar as relações comerciais brasileiras e ampliar a carteira de investidores estrangeiros no Brasil. A pauta de assuntos é bastante diversificada e inclui mudanças na legislação previdenciária brasileira inspirada no modelo chileno.

A proposta previdenciária do Chile foi apresentada por José Piñera, irmão do presidente chileno Sebastián Piñera. José foi ministro do Trabalho e Previdência Social e implementou o sistema no começo dos anos de 1980.

No encontro com Piñera, Bolsonaro tenciona defender a retirada do papel o acordo de livre comércio assinado entre os dois países no final de 2018.

Autoridades brasileiras que já classificam a relação Brasil-Chile como “ágil e dinâmica” e esperam que o encontro de alto nível entre os dois presidentes eleitos em 2018 acelere a ratificação do acordo, ainda dependente do aval de parlamento dos dois países.

Fluxos

O Chile é segundo parceiro comercial do Brasil na América do Sul, superado apenas pela Argentina. No ano passado, as trocas comerciais com o Chile tiveram um crescimento de 15% com o registro do maior fluxo de exportações brasileiras que cresceram mais de 20%, totalizando US$ 10 bilhões.

Quanto aos investimentos recíprocos, o Brasil é o maior receptor de investimentos chilenos, acumulando mais de US$ 35 bilhões em estoque. Os investimentos brasileiros no Chile chegaram a US$ 4,5 bilhões.

Somando estoques, o total de US$ 40 bilhões supera inclusive o da relação com argentinos.

Comente