PSL suspende Eduardo Bolsonaro por um ano e pune outros 17 deputados

03/12/2019

Eles tentaram afastar o presidente do partido, Luciano Bivar (PE), do comando da sigla

Estadão Conteúdo

O PSL confirmou nesta terça-feira (3), a punição ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e outros 17 parlamentares que tentaram afastar o presidente do partido, Luciano Bivar (PE), do comando da sigla. O filho do presidente pegou a maior punição e vai ficar um ano sem exercer atividades partidárias.

Eduardo Bolsonaro está em missão oficial da Câmara no Oriente Médio e ainda não foi comunicado oficialmente pelo partido. Na prática, o filho do presidente vai perder a liderança do PSL na Casa e todas as cadeiras que ocupa nas comissões temáticas da Casa, como na CPMI das Fake News, onde tem sido uma espécie de advogado de defesa do presidente Jair Bolsonaro.

O parlamentar só mantém o comando da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (Creden) até o final do ano porque foi eleito presidente e, pelo regimento da Casa, fica imune a quaisquer alterações feita pelo partido. Em 2020, ele fica impedido de disputar cadeiras nos colegiados temáticos da Câmara

Além de Eduardo, outros 17 deputados que assinaram o manifesto contra Bivar foram punidos. As penas vão de advertência até suspensão das atividades partidárias por 12 meses e foram recomendadas pela Executiva Nacional da legenda na semana passada. Nesta terça-feira, o diretório homologou as punições.

A suspensão de Eduardo e de aliados é uma derrota para a ala ligada ao presidente Jair Bolsonaro, que queria a expulsão para conseguir sair do partido sem perder o mandato. Em entrevista à Rádio Eldorado na terça-feira passada, a advogada da família Bolsonaro e tesoureira do Aliança pelo Brasil, Karina Kufa, afirmou que seria “um favor” retirarem eles da legenda.

Segundo Karina, o PSL tem adotado uma tática de abrir vários processos de expulsão contra os parlamentares aliados de Bolsonaro para provocar “medo e terror”. “Estão fazendo isso para vir com penalidades que só visam criar um processo vexatório, não um processo democrático. Se não está satisfeito com o parlamentar, expulse e deixe ele viver a vida em outro partido”, afirmou a advogada na entrevista.

Os punidos já anunciaram a intenção de migrar seus mandatos para o Aliança pelo Brasil, partido fundado pelo presidente no mês passado. A nova legenda ainda não foi reconhecida pelo Tribunal Superior Eleitoral.

A debandada do grupo político de Bolsonaro do PSL ocorre após divergências com o presidente da sigla, deputado Luciano Bivar (PE).

Comente

Sete mil pescadores devem receber auxílio por causa de desastre com óleo no litoral do RN, diz secretário

03/12/2019

Medida provisória foi publicada na última sexta-feira (29) e prevê auxílio de R$ 1.996 parcelado em duas vezes.

Por G1 RN

Manchas na praia de Tabatinga, município de Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte — Foto: PCCB-UERN

Manchas na praia de Tabatinga, município de Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte — Foto: PCCB-UERN

O governo do Rio Grande do Norte estima que cerca de 7 mil pescadores artesanais potiguares serão beneficiados pela Medida Provisória (MP) que garante auxílio emergencial para pescadores profissionais que atuem nos municípios afetados pelas manchas de óleo. O número foi repassado pelo secretário de Agricultura e Pesca, Guilherme Saldanha.

A MP foi editada na última sexta-feira (29) e publicada no Diário Oficial da União. O auxílio emergencial é no valor de R$ 1.996. O pagamento será feito em duas parcelas iguais a municípios relacionados no site do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) até esta sexta-feira.

A MP, no entanto, limita o pagamento do auxílio aos profissionais inscritos no Regime Geral da Atividade Pesqueira (RGP) nos municípios atingidos pelo óleo

.

O governo estadual afirma que a medida não atende ao conjunto dos pescadores prejudicados. "Nós temos cerca de 30 mil pescadores cadastrados", afirmou o secretário.

Cabe ao Ministério da Cidadania pagar o valor, que será dividido em duas parcelas, por meio da Caixa Econômica Federal. Os beneficiários precisam ser identificados pelo Número de Identificação Social (NIS)

Na quinta-feira (28), o Ibama informou que o número de localidades atingidas já soma mais de 800 pontos em todos os nove estados do Nordeste, além do Espírito Santo e Rio de Janeiro. No Rio Grande do Norte, foram 72 pontos, sendo que na última revisita 58 não tinham mais qualquer vestígio de óleo.

Comente

Pesquisadores da UFRN investigam relação entre chikungunya e perda de memória

03/12/2019

Estudo é desenvolvido no Departamento de Infectologia e vai avaliar pacientes com mais de 60 anos de idade.

G1 RN

Fêmea do Aedes aegypti é responsável pela transmissão da febre amarela, dengue, chikungunya e zika vírus — Foto: Pixabay/Divulgação

Fêmea do Aedes aegypti é responsável pela transmissão da febre amarela, dengue, chikungunya e zika vírus — Foto: Pixabay/Divulgação

Pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realizam uma pesquisa para avaliar se existe relação entre a chikungunya e a perda de memória entre pessoas com mais de 60 anos de idade. O estudo é realizado pelo Departamento de Infectologia da instituição.

Foram divulgadas inscrições para voluntários nesta segunda-feira (2), mas de acordo com a médica Vanessa Giffoni, que dirige o estudo, o número de pessoas interessadas já havia ultrapassado o necessário na manhã desta sexta-feira (3).

Os testes serão realizados ao longo do mês de dezembro e a expectativa é de até abril de 2020 os dados iniciais possam ser conhecidos. A depender do resultado, os pesquisadores poderão convocar novos voluntários.

Segundo a médica, o estudo avalia ainda uma hipótese, levantada após alguns contatos com pacientes infectados pela doença, que relataram, entre outros problemas, o aumento de lapsos de memória.

"O Rio Grande do Norte foi um dos estados com maior prevalência de chikungunya, que afetou muitos idosos. E percebemos que na fase aguda, houve manifestação de doenças graves no sistema neurológico, como meningite. Por isso temos a hipótese que ela tenha acelerado doenças alzheimer, ou até mesmo a perda de memória. Alguns pacientes idosos relataram perda da capacidade de concentração, de atenção, além de lapsos de memória", afirmou.

O estudo é coordenado pelo professores Kleber Luz e Katie Almondes. "Esse estudo vai avaliar a memória. Nós acreditamos que é possível que o vírus tenha afetado à memória de algumas pessoas. Então a pessoa vai ser submetida a um questionário, uma avaliação médica, e depois será submetida a uma bateria de testes, organizada por uma equipe de psicólogos da universidade", apontou Kleber Luz.

Ainda de acordo com ele, o estudo deverá ocorrer no Instituto de Medicina Tropical da UFRN, e as baterias de questionários e exames deverão levar cerca de uma hora e meia a duas horas com os voluntários. 

Comente

Três acusados de estupro são presos em operação da Polícia Civil na Grande Natal

03/12/2019

Dois dos três detidos são condenados por estupro e um por tentativa de estupro e ameaça

Esta foi a 4ª fase da operação 'Espectros'

Três homens foram presos em uma operação realizada por policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba, nesta segunda-feira, 2. Durante a ação, foram presos Ronaldo Alexandre de Oliveira,  38 anos, Luiz Cláudio de Oliveira, 55 anos, e Fernando Luiz Ferreira, 35 anos. Esta foi a 4ª fase da operação “Espectros”.

Ronaldo Alexandre foi preso em cumprimento a um mandado de prisão decorrente de sentença condenatória pela prática de estupro de vulnerável contra uma adolescente de 13 anos. O crime ocorreu no ano de 2010, no município de Bom Jesus. Ele foi condenado pela Justiça a uma pena de 9 anos e 4 meses de prisão.

Luiz Cláudio foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva pela suspeita de tentativa de estupro e ameaça, no município de Macaíba, na Grande Natal. Os crimes teriam acontecido em 2018 e o suspeito estava foragido da Justiça desde então.

Fernando Luiz foi preso em cumprimento a um mandado de prisão por sentença condenatória pela prática do crime de estupro, ocorrido no ano de 2006. Ele foi condenado pela Justiça a uma pena de 4 anos e 11 meses.  

O nome da operação, “Espectros”, faz alusão ao modo de vida adotado pelos suspeitos, que possuíam mandados de prisão em aberto e agiam como “fantasmas” na sociedade. O objetivo era não chamar a atenção da polícia, diante da existência das ordens de prisão em desfavor deles.  Fonte Agora RN.

Comente

Projeto do pacote anticrime deve entrar em pauta nesta terça-feira, diz Maia

03/12/2019

Presidente da Câmara negou que a Casa tivesse esvaziada na segunda-feira, 2, e que a ausência dos parlamentares em Brasília teria levado ao fracasso a tentat

A nossa intenção é que este projeto seja votado esta semana', afirmou Maia

 
 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro, deve entrar em pauta nesta terça-feira, 3. “A nossa intenção é que este projeto seja votado esta semana”, afirmou Maia no início da madrugada desta terça, após ter recebido o prêmio Brasileiro do Ano da revista IstoÉ , em São Paulo.

O presidente da Câmara negou que a Casa tivesse esvaziada na segunda-feira, 2, e que a ausência dos parlamentares em Brasília teria levado ao fracasso a tentativa da Casa de limpar a pauta antes do recesso parlamentar.

“O Estadão falou que Brasília estava vazia e, no entanto, aprovamos o projeto hoje (ontem, segunda-feira)”, disse o presidente da Câmara, em referência ao projeto que altera a maneira como é recolhido o Imposto sobre Serviços (ISS), aprovado à noite. A aprovação se deu por 312 votos a favor a 1 contra. “Só eu saí de Brasília para vir a São Paulo receber este prêmio. Você tem uma mesa diretora justamente para substituir o presidente”, disse Maia.

O texto transfere a competência da cobrança do ISS do município onde fica a sede da empresa para o município onde o serviço é prestado. A lei prevê um prazo de três anos para a transição, a partir de 2020.

Maia também disse que o projeto sobre a prisão após condenação em segunda instância alcançou nesta segunda-feira o número mínimo para a instalação da Comissão que vai analisar a pauta.

“Hoje (segunda) terminou de fechar o número mínimo para instalar a Comissão. Eu vou chamar a Comissão para ser instalada amanhã (hoje, terça-feira) para quarta-feira iniciar os trabalhos e logo no início do ano aprovarmos uma PEC que seja constitucional para e que vá ao encontro de encontro aos interesses da sociedade brasileira”, finalizou.

Comente

RN Conectado: internet gratuita e de boa qualidade para todo o estado

03/12/2019

Expansão do projeto Infovia Potiguar começou com a migração da infraestrutura de rede de todo o Centro Administrativo para a Rede Giga Metrópole, que ocorr

Ação representa uma redução de custos de manutenção de até 90%

O Governo do Estado vem dando diversos passos para conectar todo o Rio Grande do Norte por meio de fibra ótica, como é o caso do projeto Infovia Potiguar, que começa com o planejamento dividido em várias fases e pretende, até o final de 2022, implantar a rede de alta velocidade de acesso à internet. Com isso, toda a população do RN será beneficiada com serviços oferecidos pelo Estado e redes gratuitas de wifi, que serão instaladas, entre outros equipamentos, em praças públicas, escolas e hospitais.

A expansão do projeto – realizado através da Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (COTIC), vinculada à Secretaria de Estado da Administração (SEAD) – começou com a migração da infraestrutura de rede de todo o Centro Administrativo para a Rede Giga Metrópole, que ocorreu no começo de novembro. O Infovia Potiguar, que vai interligar todas as regiões do Estado por fibra ótica, está sendo executado em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

De acordo com Sérgio Fialho, coordenador administrativo do PoP-RN/Rede Giga Natal, são duas as ações junto ao Governo do Estado. “Uma é a ampliação da parceria na Grande Natal, onde já existe rede construída e que já interliga unidades da Educação, Saúde e Segurança para atender mais unidades estaduais na região. A segunda ação visa a implantação gradativa de uma rede que deve chegar a quase todo o Estado, a Infovia Potiguar”, disse Fialho.

Além de cobrir todo o Rio Grande do Norte com uma estrutura de link de alta velocidade, essa ação representa uma redução de custos de manutenção de até 90%. O projeto prevê parcerias com a iniciativa privada, visando cumprir os seguintes objetivos: compartilhamento de infraestrutura; interoperabilidade; transparência e escalabilidade.

“Com a adesão do Governo do Estado à Rede Giga e aos projetos de expansão da Infovia Potiguar, teremos uma redução consideravelmente de custos com link de dados. A curto prazo, a adesão à Rede Giga mostra uma redução de custos com manutenção. Esses recursos serão revertidos para a expansão da rede. A médio prazo, com o sistema total em operação, pretendemos gerar recursos para o estado”, aponta Aluísio Dantas, coordenador da Cotic.

Atualmente, 135 escolas estaduais na Grande Natal; 20 unidades da Secretaria da Saúde Pública, incluindo a sede da secretaria e o Hospital Walfredo Gurgel; a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), assim como todo o Centro Administrativo já são atendidos pela Rede Giga, que também mantém importante parceria com a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (SESED), não só na questão da conexão, mas sobretudo no desenvolvimento dos sistemas inteligentes de apoio às polícias Civil e Militar. Delegacias, batalhões, Hospital da PM, Itep, Degepol, Centro de Comando e Controle, Ciosp, além de outras unidades da Segurança localizadas na Grande Natal já estão integradas à Rede.

A secretária da Administração, Virgínia Ferreira, diz que o objetivo do projeto é expandir o acesso para todas as 609 escolas da rede pública estadual, além da inclusão das Centrais do Cidadão, unidades de saúde, entre outros equipamentos do Estado. “É certo que o projeto busca dar suporte às políticas públicas de educação, saúde, segurança e serviços. Isso contribui para o desenvolvimento econômico e cria um ambiente para inovação e modernização da estrutura pública, além de massificar o acesso a serviços de conexão à internet em banda larga”, disse.

A meta da governadora Fátima Bezerra é atingir 100% dos municípios do RN, com internet de qualidade até 2022. Significa dizer que o estado irá proporcionar o acesso digital à população, auxiliando a redução da desigualdade social com a inclusão digital no Rio Grande do Norte. O RN Conectado está inserido na experiência inovadora do Consórcio Nordeste, que apresenta o projeto NE Conectado, cuja proposta prevê parcerias com provedores regionais, compartilhando de infraestrutura, principalmente nas divisas dos estados, visando a redução de custos e a integração regional. Agora RN.

Comente

Municípios podem perder R$ 7 bilhões com fusões e extinções

03/12/2019

Hoje, a arrecadação do FPM dos municípios afetados é de R$ 25,1 bi

Fonte Estadão Conteudo.

Estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra que a proposta de extinção e fusão de municípios prevista na Proposta de Emenda da Constituição (PEC) do pacto federativo pode produzir uma perda de arrecadação de R$ 7 bilhões anuais para os 1.820 envolvidos (tanto os que podem ser extintos quanto os que vão agregá-los).

A despesa somada dos municípios que podem ser extintos com a máquina administrativa do Executivo e do Legislativo é de R$ 3,94 bilhões, 5% do total de todos os municípios.

Comente

Fátima Bezerra reassume Governo do RN

03/12/2019

Governadora esteve em missão internacional por 18 dias

Após 18 dias de missões internacionais em busca de novos investimentos para o Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra retornou da China na noite desta segunda-feira (2). Ela desembarcou no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, onde foi realizada a assinatura do termo de transmissão de cargo.

Ao assinar o documento, a governadora frisou a confiança em seu vice, Antenor Roberto. “Sou grata a Antenor por toda dedicação empreendida na condução do Estado, ele tem sido um parceiro e governado ao meu lado”, disse.

“A governadora Fátima retorna de uma viagem vitoriosa, com muitas perspectivas de ampliação de negócios para o Rio Grande do Norte, após quase 20 dias intensos de atividades. Em acordo com nosso alinhamento político e unidade, procuramos cumprir de forma fiel, como ela faria”, destacou o vice-governador Antenor Roberto.

Fátima, na ocasião, destacou as prospecções de melhorias em diversos setores, a exemplo o turismo. “É com alegria que retorno ao RN, após uma longa e exaustiva jornada, mas com o sentimento de dever cumprido. Uma das excelentes notícias para nosso Estado é a política de expansão da empresa TAP, que deixou clara a expectativa de que em janeiro tenhamos voos diários de Lisboa-Natal”, enfatizou a governadora.Portal NoAr.

Comente

PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE

03/12/2019

Na comparação com 3º trimestre de 2018, expansão é de 1,2%

Agência Brasil

O Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, cresceu 0,6% no terceiro trimestre deste ano, na comparação com o trimestre anterior. O resultado foi divulgado nesta terça-feira (3), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BGE). Na comparação com o terceiro trimestre de 2018, o PIB teve crescimento de 1,2%.

No acumulado em quatro trimestres terminados no terceiro trimestre de 2019, o crescimento é de 1,0%, na comparação com mesmo período anterior.

Já no acumulado do ano até setembro, o PIB cresceu o mesmo percentual em relação a igual período de 2018.

Em valores correntes, o PIB atingiu R$ 1,842 trilhão no terceiro trimestre de 2019. Do total, R$ 1,582 trilhão se refere ao Valor Adicionado e R$ 259,7 bilhões aos Impostos sobre Produtos Líquidos de Subsídios.

A agropecuária apresentou a maior alta e registrou 1,3%. Na sequência, ficou a indústria, que subiu 0,8%. Nos serviços, a elevação ficou em 0,4%, todos os percentuais na comparação com o trimestre anterior.

De acordo com o IBGE, o crescimento da indústria foi provocado pela expansão de 12% no setor extrativo, com destaque para o bom desempenho da extração de petróleo, e de 1,3% na construção.

 

Comente

Polícia procura jipeiro que matou amigo em confraternização na Grande Natal

03/12/2019

Diligências foram feitas em endereços, mas Ailton Berto, de 50 anos, segue foragido

A Polícia Civil segue em busca ao jipeiro Ailton Berto da Silva, de 50 anos, que matou um amigo e feriu outros dois durante uma confraternização na noite do último sábado (30), na Praia de Santa Rita, em Extremoz.

Do momento do crime até esta terça-feira (3), as investigações já procuraram o acusado em vários endereços. No entanto, as buscas falharam e ele continua foragido. Nessa segunda (2), a Justiça do RN decretou a prisão preventiva de Ailton.

“As buscas continuam. Já foram feitas nos endereços dele, que não podemos divulgar. E continuam. Tudo está sob sigilo, pois faz parte da investigação”, informou a polícia ao portalnoar.com.br.

A Polícia Civil solicita a ajuda da população por informações que possam localizar o homem. As denúncias podem ser feitas pelo Disque-denúncia 181, com garantia de anonimato.

O caso

O crime aconteceu na noite do sábado (30) durante uma confraternização do Litoral Jeep Clube na praia de Santa Rita, na Grande Natal. De acordo com a polícia, as investigações indicam que, após um desentendimento entre o grupo, Ailton Berto sacou uma arma e efetuou diversos disparos. Fantone Henry foi atingido e morreu no local. Além dele, Ivo Bruno e Artur Macedo foram baleados e ainda estão internados.

Portal No Ar.

Comente

Geraldo Melo Filho quer acelerar regularização fundiária no Brasil

03/12/2019

Filho do ex-senador Geraldo Melo é presidente do Incra e defende prioridade no processo

Nomeado presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) há pouco mais de um mês, Geraldo Melo Filho defendeu a autodeclaração de terras como estratégia mais ágil para destravar a regularização fundiária no Brasil, além de reduzir a crise dos desmatamentos na Amazônia.

Em entrevista ao Valor Econômico, Melo Filho admitiu que o novo modelo autodeclaratório vai dispensar, na maioria dos casos, que o Incra fiscalize in loco, como acontece atualmente, para comprovar dados fornecidos por quem reivindica o título. Além disso, investe no georreferenciamento para evitar fraudes no processo. A medida será proposta em medida provisória que já foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro.

A ideia é que as visitas sejam feitas apenas nos casos de denúncia, conflitos ou possível fraude, a exemplo do modelo de Declaração do Imposto de Renda difundido pela Receita. Assim, a entrega de títulos de terras podem ser aceleradas.

“A autodeclaração é essencial para o processo [de regularização]. É obrigatória para todos, na lei. O que vamos incluir na MP são mais responsabilidades sobre isso e obrigações de checagem pelo Incra, que há cinco anos atrás não tinha condições de checar”, afirmou ao Valor. “A pessoa é responsável pelo o que assina e eu inclusive consigo cancelar um título se o que ela declarou está errado. Mas o Incra sozinho não tem perna para fazer isso e temos previsão de parceria com os institutos estaduais”, continuou.

Filho do ex-senador e ex-governador potiguar Geraldo Melo, o novo presidente do órgão explicou que a MP vai se valer de integração com a Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e também do Cadastro Ambiental Rural (CAR), do Serviço Florestal Brasileiro (SFB).

“As informações vão ser muito mais checadas. O que está sendo pedido de informação que vou conseguir checar hoje eu não consigo, hoje tenho que ir lá ou pedir a terceiros. Com esse volume de informação, 700 milhões de hectares georreferenciados, a chance de algum conflito com terra indígena não vai ter, mas conflito de fronteira vai ter vistoria”, alegou.

Após pressão dos governadores da Amazônia Legal, a demanda por acelerar o processo de regularização ganhou urgência. Os líderes estaduais argumentaram que a falta de titulação dificulta o combate ao desmatamento, que cresceu cerca de 30% entre agosto de 2018 e julho de 2019, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Do total da área desmatada, 23% ocorreu em assentamentos rurais, aponto o Incra.

“O problema é localizado. O desmatamento está onde quem não tem CAR. As pessoas não regularizaram e não sei de quem é a posse. A MP vai contribuir para ajudar no controle do desmatamento. Onde não tem controle a lei não chega. O que a regularização permite é isso”, destacou o presidente do órgão.

O novo presidente do instituto nega um possível conflito de interesse por ser do setor agropecuário e cuidar da gestão de terras públicas e cadastro de imóveis rurais no país. ““Meu alinhamento é com o que está escrito na lei. Se a lei disser que não posso titular área acima de 2,5 mil hectares, pode vir o mais ruralista do Brasil que não vai ser titulado. Assim como espero que quem sentou antes de mim aqui não tenha feito nada de errado pela eventual vinculação com movimentos sociais. É questão de seguir a lei”, assinalou.

Ainda em entrevista ao Valor, Melo Filho reforçou que novos assentamentos de reforma agrária não são prioridade. “O Brasil tem pronta uma nova fronteira agropecuária para trabalhar: os assentamentos. São 88 milhões de hectares. O Brasil produz grãos em 50 milhões de hectares. Então, temos um potencial gigantesco de produção que pode mudar a realidade da vida dessas pessoas e dos municípios em que estão inseridos”, apostou.

Melo Filho também culpa o orçamento apertado do órgão, de R$ 330 milhões, que não ficou imune de contingenciamentos neste ano, mas foi recomposto recentemente com o alívio fiscal dado pelo governo. “Onde houver demanda e critério legal, não há problema de se fazer assentamento. Em especial se o Incra já tiver as áreas, porque hoje existe dificuldade orçamentária”, finalizou. Portal Noar.

Comente

Suspensão do Proedi compromete empregos e limita investimentos, indica presidente de sindicato

03/12/2019

Empresariado se mostra preocupado decisão liminar

A decisão liminar que suspende os efeitos do Programa de Estímulo e Desenvolvimento Industrial (Proedi) em Natal preocupa empresários e limita investimentos na capital potiguar. A situação foi apontada por João Lima, presidente do Sindicato da Indústria Têxtil do Rio Grande do Norte, que conversou com o Portal No Ar sobre as consequências da suspensão do programa.

Ele se reuniu nesta segunda-feira (2) com Marcel Imaizumi, vice-presidente do Grupo Vicunha, que veio a Natal para entender o embate judicial envolvendo o Proedi. Em nota, Imaizumi informou a suspensão de investimentos do grupo na unidade da capital potiguar.

Além disso, Lima afirma que o Rio Grande do Norte pode ser o o único estado do nordeste a ficar sem o Proedi, apesar de o decreto ter sido idêntico ao de Pernambuco. “Não tem nada de errado com o programa. Os prefeitos ficam achando que estão perdendo dinheiro, mas estão expulsando empregos da própria cidade”, destaca.

“Os gestores municipais deviam sentar com o governo do estado de forma humilde e negociar as condições, não apenas tentar anular o programa judicialmente. Assim eles vão gerar desemprego”, afirma Lima.

Portal Noar.

Comente

Veja as vagas de concursos abertos no Rio Grande do Norte

02/12/2019

Salários cegam a R$ 10 mil. Oportunidades são para níveis fundamental, médio, técnico e superior.

Por G1 RN

Salários oferecidos em concursos no Rio Grande do Norte chegam a R$ 10 mil — Foto: Divulgação / G1

Salários oferecidos em concursos no Rio Grande do Norte chegam a R$ 10 mil — Foto: Divulgação / G1

Três concursos públicos no Rio Grande do Norte seguem com inscrições abertas no mês de dezembro. Ao todo, são 414 vagas para os níveis fundamental, médio, técnico e superior em diferentes cidades do estado. Os salários variam de R$ 998 a R$ 10 mil.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) oferta 71 vagas para candidatos com nível superior com titulação de especialistas e doutorado. Destas, 16 vagas são para Professor do Magistério da Escola de Ciências Médidas da UFRN, nas cidades de Caicó, Currais Novos e Santa Cruz. Os salários variam de R$ 2.688,95 a R$ 6.289,21.

As 55 vagas restantes são para os campi de Natal, Caicó, Currais Novos Macaíba e Santa Cruz. São várias áreas com salários entre R$ 2.688,95 e R$ 10.074,18. As inscrições para os dois concursos vão até esta segunda-feira (2).

Em Caicó, no interior do RN, a prefeitura da cidade abriu 328 vagas para os níveis fundamental, médio e superior. O maior salário ofertado é de R$ 1.975,85. As inscrições podem ser feitas até esta quinta-feira (5) pelo site da banca encarregada de organizar o certame.

A prefeitura de Viçosa, que fica a 370 km da capital potiguar, disponibiliza 17 vagas para os níveis médio, técnico e superior. Os salários variam de R$ 998, para os cargos de coveiro e auxiliar de sala, e R$ 2.400 para odontólogo e psicólogo. As inscrições seguem abertas até o dia 11 de dezembro de 2019 e podem ser feitas pelo site da comissão responsável por organizar o concurso.

Comente

Justiça condena homem que matou jovem de 18 anos durante fuga de assalto no Alecrim, em Natal

02/12/2019

Condenado por latrocínio e corrupção de menor, assaltante deverá cumprir pena de 26 anos de prisão. Crime aconteceu em setembro de 2019, na Zona Leste da c

Por G1 RN

Crime aconteceu na Avenida Coronel Estevam, no Alecrim, na Zona Leste de Natal.  — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

Crime aconteceu na Avenida Coronel Estevam, no Alecrim, na Zona Leste de Natal. — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

A Justiça do Rio Grande do Norte condenou um homem pela morte do jovem Arthur Lima de Oliveira, de 18 anos, após um assalto a uma loja de celulares no bairro Alecrim, na Zona Leste de Natal. O crime aconteceu em setembro deste ano. A vítima foi baleada enquanto perseguia o acusado e um adolescente.

Eudes Leonardo de Lima foi condenado pelos crimes de latrocínio e corrupção de menores e terá penas somadas de 26 anos de reclusão em regime fechado e 105 dias-multa. As penas foram definida no último dia 28 de novembro pelo juiz Guilherme Newton de Monte Pinto, da 5ª Vara Criminal de Natal. Ele poderá recorrer, mas já preso.

O assalto aconteceu no dia 18 de setembro de 2019 em uma loja de celulares. O homem e um adolescente entraram no local com uma arma e roubaram bens e celulares da loja e de clientes.

Após o roubo, os dois fugiram com uma motocicleta roubada no dia anterior, porém foram perseguidos por pessoas que estavam na região, entre elas o jovem Arthur Lima de Oliveira, filho de um comerciante, dono de um estabelecimento vizinho à loja roubada. O rapaz sofreu um disparo de arma de fogo e morreu no local.

Acionada, a polícia perseguiu os acusados, que novamente atiraram em direção aos agentes de segurança. O homem agora condenado se escondeu dentro de uma escola privada, mas foi preso.

Ainda segundo a denúncia, Eudes Leonardo saiu em diligência, junto com policiais, a fim de encontrar o adolescente, mas aproveitou a oportunidade para fugir. Ele fó foi recapturado dois dias depois e confessou o crime.

O juiz ouviu testemunhas, como vendedores da loja, clientes, dentre outras, que reconheceram o homem como sendo um dos assaltantes. O juiz salientou que os laudos de exame balístico também demonstraram que o projétil de arma de fogo encontrado no corpo de Arthur Lima de Oliveira corresponde com a arma de fogo utilizada pelo réu no momento do delito. Além disso, o laudo de exame em local de morte violenta comprovaria que a morte da vítima no local em que o fato aconteceu.

“Destaque-se, outrossim, que este Laudo de Exame em Local de Morte Violenta demonstra a extrema crueldade e frieza a que agiu o acusado ao matar a vítima, sem qualquer possibilidade de defesa à mesma”, concluiu o magistrado.

Comente

Detecção de casos de Aids no Rio Grande do Norte cresce 81,7%; índice é o maior do país

02/12/2019

Acima da média nacional, RN é o 10º colocado entre todos os estados do Brasil.

G1 RN

Detecção de casos de Aids no Rio Grande do Norte cresce 81,7%; índice é o maior do país — Foto: Getty Images via BBC

Detecção de casos de Aids no Rio Grande do Norte cresce 81,7%; índice é o maior do país — Foto: Getty Images via BBC

Dados do boletim epidemiológico do Ministério da Saúde apontam que o número de detecção de casos da Aids no Rio Grande do Norte cresceu 81,7% entre 2008 e 2018. É o maior incremento no país. Segundo o levantamento, foram 20,9 detecções a cada 100 mil habitantes no ano passado; 10º lugar entre todos os estados brasileiros. Em 2008 este índice era de 11,5 casos.

Os dados foram divulgados na última sexta-feira (29). A média potiguar está acima da nacional, que é de 17,8 casos a cada 100 mil pessoas. Segundo o boletim, o Rio Grande do Norte teve aumento de 45,8% no coeficiente de mortalidade padronizado da Aids entre 2008 e 2018. O índice passou de 2,4 por 100 mil habitantes para 3,5. Foi o maior aumento da região Nordeste. A nível nacional, ficou apenas atrás do Acre, que aumentou 100%.

De 2007 a junho de 2019 foram notificados 2.696 casos de HIV no Rio Grande do Norte segundo o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) do Ministério da Saúde. Na região Nordeste, Piauí (1.898), Sergipe (2.071) e Paraíba (2.439) tiveram menos registros que o RN.

De acordo com Monica Bay, médica e professora do departamento de infectologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), são vários os fatores envolvidos no aumento de detecção de casos no estado.

Para a especialista, as pessoas estão mais atentas e buscam mais serviços de saúde, mas a redução em campanhas educativas, como a extinção de redes sociais do Ministério da Saúde voltadas exclusivamente para alertar sobre o HIV, dificultam a comunicação sobre o vírus. "Quanto menos informação, mais vulneráveis as pessoas estão. A gente não fala sobre a doença. Consequentemente as pessoas se previnem menos", alertou.

Cuidados específicos

Monica acredita que as greves dos profissionais da saúde são um agravante ao acesso a atendimento em locais que são referência, como o Hospital Giselda Trigueiro, na Zona Oeste de Natal. "Pessoas que tiveram casos diagnosticados não conseguiram acessar serviços específicos por causa das paralisações. Um paciente que recebe tratamento e que tem o vírus HIV controlado não o transmite a outra pessoa", disse.

Ela cita que métodos de prevenção como a Profilaxia Pré-Exposição, que consiste em um comprimido que impede que o vírus causador da Aids infecte o organismo antes de a pessoa ter contato com o vírus, e a Profilaxia Pós-Exposição, o uso de medicamentos para reduzir o risco de adquirir infecções, deveriam ser melhor divulgados. "Precisamos de mais informação para a população sobre as formas de prevenção, que não é apenas com a camisinha", observou.

De 2000 a 2018 o relatório aponta que foram 1.073 casos de gestantes infectadas pelo HIV no RN. Apenas Piauí (976) e Sergipe (1.001) tiveram menos mulheres grávidas com o vírus na região Nordeste no mesmo período.

A infectologista descreveu como frágeis os cuidados com as gestantes no estado, principalmente na transmissão vertical, quando a gestante que possui o vírus transmite o HIV para o bebê. "Elas precisam de cuidados especiais para evitar a transmissão do vírus em momentos como a gravidez, parto ou amamentação", relembrou.

Em nota, a Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) disse que não faz campanhas e que o papel do estado é apoiar as ações dos municípios e ajudar, por exemplo, em capacitações.

A Sesap informou que 7.492 pacientes realizam tratamento para HIV/Aids em 14 Serviços de Assistência Especializada (SAE) existentes em Natal, Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu, Santa Cruz, São Paulo do Potengi, Caicó, Mossoró e Pau-dos-Ferros.

 

Comente

Seis pessoas morrem em acidentes de moto neste fim de semana em estradas do RN

02/12/2019

Colisões ocorreram na RN-091, próximo ao município de Santa Cruz, e na RN-118, na saída do município de Alto do Rodrigues

Seis pessoas morreram em acidentes de moto em rodoviais estaduais

Seis pessoas morreram em dois acidentes envolvendo motos neste domingo, 1º, em rodoviais estaduais no Rio Grande do Norte. As colisões aconteceram na RN-091, próximo ao município de Santa Cruz, na região Agreste do estado, e na RN-118, na saída do município de Alto do Rodrigues, no Oeste.

O primeiro acidente foi registrado no final da tarde, quando duas motocicletas se chocaram frontalmente na RN-091. Os condutores, identificados como Geraldo Tomé da Silva, de 51 anos, e Lindalberto Pereira dos Santos, cuja idade não foi revelada, morreram no local. Um passageiro que estava na garupa de uma das motos sobreviveu ao acidente e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A segunda colisão foi no início da noite. Duas motos bateram, também frontalmente, na RN-118. Quatro pessoas morreram. Em uma das motocicletas o condutor transportava dois passageiros. As vítimas deste acidente foram identificadas como:

  • Erik Gabriel de Sousa Silva, 19 anos;
  • Lindalva Gabrielly de Sousa Silva, 17 anos;
  • Francisco Edson da Silva Carlos, 25 anos;
  • Galtiere de Sousa, 37 anos.

Lindalva ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Agora RN.

Comente

Caixa prevê que estará presente em todos os municípios do País em 2020

02/12/2019

Presidente Pedro Guimarães participa de evento do banco para discutir ações de inclusão de pessoas com deficiência

Caixa contratou 1822 empregados com deficiência em 2019, aumentando o seu quadro de PcD para 3413

 
 

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse nesta segunda-feira, 2, que o banco estará presente em todos os municípios do Brasil até março de 2020, seja por meio de agências, lotéricas ou correspondentes.

Guimarães participa de evento do banco para discutir ações de inclusão de pessoas com deficiência (PcD). Além dele, estão presentes o presidente da República, Jair Bolsonaro, e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

A Caixa contratou 1822 empregados com deficiência em 2019, aumentando o seu quadro de PcD para 3413.

 

Comente

PM prende homem após anúncio de “Green Friday” de drogas em rede social

02/12/2019

Prisão aconteceu na Zona Norte de Natal após denúncia de venda de drogas por meio de um grupo de WhatsApp

Policiais militares da Força Tática do 4° Batalhão prenderam um homem, neste último sábado, (30), após um anúncio de “Green Friday” de drogas nas redes sociais. A prisão aconteceu na Zona Norte de Natal, após a denúncia. O objetivo era vender drogas por meio de um grupo de WhatsApp.

Com as informações do possível ponto de venda de drogas, os militares se deslocaram à rua Magé, no Conjunto Santa Catarina, quando visualizaram movimentações suspeitas na residência. Com a suspeita da ocorrência de tráfico de drogas no local, os militares realizaram uma abordagem a um suspeito que saía do imóvel com maconha.

Após buscas no imóvel, foram encontrados dois tabletes de maconha, duas balanças de precisão e embalagens para o acondicionamento de drogas, além de um revólver calibre 38 com seis munições intactas, e mais quatro simulacros de armas de fogo.

Na ação policial, quatro pessoas foram detidas e tiveram seus celulares apreendidos por suspeita de haver mensagens de comercialização das substâncias ilícitas em suas redes sociais.

Agora RN.

Comente

“Com Moro de vice, Bolsonaro ganha no primeiro turno”, diz ministro-chefe

02/12/2019

Articulador político do Palácio do Planalto, Luiz Eduardo Ramos avaliou que uma dobradinha entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio

 
 

Articulador político do Palácio do Planalto, o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, avaliou que uma dobradinha entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, seria imbatível na disputa de 2022.

“Eu falei para o presidente que, se hoje ele fosse tentar a reeleição, com Moro de vice, ganhava no primeiro turno, disparado”, afirmou Ramos ao jornal O Estado de S. Paulo, sem mencionar o atual vice, Hamilton Mourão. O general disse, porém, que Bolsonaro não enxerga essa possibilidade. “Ele não vê nada disso.” Ex-juiz da Lava Jato, Moro enfrenta resistências para emplacar o pacote anticrime no Congresso e é alvo de questionamentos, mas ainda mantém a popularidade e foi aplaudido de pé, no sábado, 30, em show do cantor Roberto Carlos, em Curitiba.

O governo prepara uma reforma ministerial?

O presidente ficou um pouco contrariado com notícias que saíram sobre isso. Ele brincou comigo: “Ramos, eu vi logo que era fake news porque seu nome não estava lá (entre as possíveis mudanças)”.

Mas, nos últimos dias, muitos pediram, por exemplo, a cabeça do ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Quando acontece isso, aí é que ele não tira. Se o presidente tiver interesse em mudar, (será) no ano que vem… Agora é chance zero de isso ocorrer.

O “ano que vem” já está aí…

Eu digo março, abril.

Mas o ministro Weintraub não exagera nas redes sociais?

Sim, mas… Até o general Fernando (Fernando Azevedo, ministro da Defesa) ficou chateado com aquela postagem do Dia da República, que ele botou o Deodoro da Fonseca ao lado do presidente Lula (no Twitter, Weintraub chamou a Proclamação da República de “o primeiro golpe de Estado no Brasil”). Agora, ele tem de responder pelo que fala. Eu não posso falar nada. Tenho 72 mil seguidores, mas não ligo para esse bichinho aqui (aponta para o celular). Você tem de tomar cuidado com o que escreve e posta, porque pode cometer um erro grosseiro, ofender pessoas.

Essa situação preocupa?

Esquece o Weintraub. Estamos vivendo, graças a Deus (bate na mesa três vezes), um momento feliz, de muita serenidade nas mídias sociais.

Sem o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) nas redes…

Vocês é que falaram, não fui eu. Não estou dizendo que o Carlos está fora, nada disso.

É uma coincidência?

Eu não sei.

O governo adiou o envio da proposta de reforma administrativa ao Congresso por medo de protestos de rua?

Não. O Paulo Guedes (ministro da Economia) ficou chateado, mas o presidente achou que este projeto agora ia dar ruído. Havia coisas que iam bater no Judiciário e ficaram algumas pontas soltas. A reforma será apresentada com melhoramentos.

Por que o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, não avançou no Congresso?

Eu acho que não correspondeu ao clamor da sociedade. Mas o ministro Moro tem razão. Eu, por exemplo, tive um sobrinho de 31 anos assassinado numa saidinha de banco, no Rio. Agora teve um sargento assassinado porque o bandido queria o celular.

O ministro Moro poderá ser vice numa chapa liderada pelo presidente Bolsonaro, em 2022?

Eu falei para o presidente que, se hoje ele fosse tentar a reeleição, com Moro de vice, ganhava no primeiro turno, disparado. Mas o presidente não vê isso como uma possibilidade. Mas não vê porque não vê nada disso (risos). Seria importante ele ter, sim, um novo mandato para arrumar a casa. Sinceramente, em quatro anos não dá para consertar tudo.

O ex-presidente Lula ainda pode ser o principal adversário de Bolsonaro, caso volte a ficar elegível?

Ué, mas ele não foi condenado de novo? Pergunta difícil, mas eu acho que não. Lula saiu com muito ódio (da prisão). Passou do ponto.

O que o sr. acha de propostas que tramitam no Congresso para retomar a prisão após condenação em segunda instância?

Sou da opinião do ministro Moro: é necessário retomar a segunda instância para a segurança pública e a jurídica. Temos o sentimento de impunidade pela quantidade de recursos que existem Esquece o presidente Lula. Vamos falar de traficantes, assassinos… Olha o tanto de gente que foi solta.

O Supremo Tribunal errou?

Não. Só que tomou uma decisão, em 2018, de manter a segunda instância e, um ano depois, mudou. Quem é que mudou o voto ali? Rosa Weber. O que houve? Pressão? Não sei.

O presidente corre o risco de não conseguir aprovar no Tribunal Superior Eleitoral a Aliança pelo Brasil a tempo de o novo partido disputar as eleições municipais. Isso não pode prejudicar o projeto de reeleição?

É muito cedo para traçar qualquer quadro. O partido pode não concorrer (em 2020), mas isso não quer dizer que o presidente não possa ter candidato na eleição nem que esse nome não possa mudar para a Aliança depois. Não façam uma leitura equivocada de um craque na política. Prefeito pode mudar de partido.

E quem ele vai apoiar em São Paulo?

Só acho que não vai apoiar a Joice Hasselmann (deputada do PSL e ex-líder do governo no Congresso), pelo que houve. É dedução minha, porque em política acontece muita coisa.

Em recente reunião, deputados do Centrão ameaçaram travar votações, caso o governo não pagasse emendas nem liberasse cargos. Como resolver isso?

Já resolvemos, graças a Deus. Confesso que, no dia dessa reunião, havia um déficit e não sabíamos como resolver. Diziam assim: “O senhor não pode ir lá. Vai enfrentar os leões do Centrão?”. Eu respondi: “Qual é o problema? Participei de negociação no Haiti, Copa, Olimpíada, pancadaria. Ninguém vai bater em mim”. Logo depois, o presidente determinou que o Paulo Guedes desse uma solução, com R$ 2 bilhões para a Câmara e R$ 400 milhões para o Senado. Até o fim do mês, cada parlamentar receberá os seus R$ 20 milhões em emendas para sua base eleitoral.

E isso não é toma lá, dá cá?

Espera aí. No início do governo foi dito que, para esse ano, teríamos a reforma da Previdência e outras pautas. Então, houve esse acordo. O deputado do Paraná, por exemplo, foi eleito por causa de municípios, que exigem dele recursos para hospitais, colégios, etc. Se no passado isso permitia desvio, é outra coisa Nós exigimos projeto. Agora, só vão votar se der o dinheiro? Eu acho que não. Na MP 890 (que instituiu o programa Médicos pelo Brasil) houve mesmo um pouco de pressão. Faz parte. A democracia é assim.

Mas há fogo amigo na relação entre o sr. e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, por causa da articulação política.

Não existe fogo amigo entre mim e Onyx. Esquece. Eu gosto muito do Onyx e estou dando continuidade ao excepcional trabalho realizado por ele. Peguei um trem em movimento. Não sei quem é que faz a intriga, mas o meu setor não é.

O governo vai agora apoiar a abertura de cassinos no País?

O presidente disse que tem de debater a ideia com a sociedade, com os evangélicos. Uma coisa é abrir um cassino em Brasília, que não faz sentido. Outra é na Amazônia, em uma área que precisa se desenvolver, como foi feito em Atlantic City ou Las Vegas (EUA). Mas é preciso ver os efeitos colaterais, as possíveis associações com drogas, contravenções.

Comente

Polícia Civil divulga nomes dos 74 presos indiciados pelo “Massacre de Alcaçuz”

02/12/2019

216 presos se envolveram na matança, mas somente 74 responderão pelas mortes

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte divulgou nesta segunda-feira, 2, os nomes dos 74 presos indiciados pelo Massacre de Alcaçuz, ocorrido em janeiro de 2017. Ao todo, 216 presos se envolveram na matança – considerada o episódio mais sangrento da história do sistema prisional potiguar. Mas, somente 74 responderão pelas mortes.

Confira a lista completa dos indiciados:

  1. Luan Franklin Anselmo da Silva
  2. Jefferson Santos da Silva
  3. Roberto da Silva Gomes
  4. Erison Gleidson de Lima Pereira
  5. Wagner Vieira Ferreira da Silva
  6. Alisson Kariely Elias Bezerra
  7. Alexsandro da Silva Macedo
  8. José Eugenio dos Santos Júnior
  9. Gildervan Kleber de Oliveira
  10. Allef Marrone da Silva Coringa
  11. José Carlos de Oliveira Júnior
  12. Valdemir Gomes de Oliveira
  13. Josa Wesley Alves da Silva
  14. Jefferson Robson Damasceno Silva
  15. José Augusto Damasceno
  16. Jean Alves de Lima
  17. Kerginaldo Moreira Ferreira
  18. Jean Mota dos Santos
  19. Francisco Marcelino da Silva Neto
  20. Herculano Batista da Silva
  21. Rodrigo Felipe Macedo Rego
  22. Diego Caio da Costa Souza
  23. Marcos Chandecley Gomes de Queiroz
  24. Francisco Robério de Lima Silva
  25. José Cláudio Cândido do Prado
  26. Tiago de Sousa Soares
  27. Anderson de Sousa Nascimento
  28. José Maciel Santos da Silva
  29. Ricardo Lúcio George de Souza Feitosa
  30. Thiago Medeiros Conforte
  31. Victor Guilherme Cavalcanti de Oliveira
  32. José Marconi Santos da Silva
  33. Thales Ramon Lopes de Oliveira
  34. João Bosco Martins Tomaz Júnior
  35. Gildeon Henrique de Oliveira
  36. Edson Corsino de Oliveira
  37. Elison Gonçalves de Araújo
  38. Ruan Lázaro Florêncio de França
  39. Thiago de Souza Vilarinho
  40. Robson do Amaral Bezerra Filho
  41. Fabio Silva de Paiva
  42. Wellington Santos Cruz
  43. José Lindemberg Dantas Nascimento
  44. Jailson Santos da Silva
  45. Elias Rodrigues Martins
  46. Andrey da Silva Leão
  47. Habynnadad Dalton Bezerra
  48. Ítalo Ralan de Melo Lopes
  49. José Ivanildo Pinheiro de Lima
  50. Thiago Batista Coelho
  51. João Francisco dos Santos
  52. Laerte Ambrósio de Oliveira
  53. Paulo da Silva Santos
  54. Paulo Márcio Rodrigues de Araújo
  55. Alisson Rodrigues Lopes
  56. Paulo Cezar Balbino de Oliveira
  57. Veibergan Soares de Carvalho
  58. Valmir Araújo de Lima
  59. Erivan Cleiton Ferreira da Silva
  60. Luiz Antonio Bezerra da Rocha
  61. Lucrécio Carlos de Souza
  62. Aramis Carlos Silva de Oliveira
  63. Felliphe José Amorim Costa
  64. Francisco Canindé de Souza
  65. Alexandre da Silva Elesbão
  66. Bruno Querino da Silva
  67. Gilberto Lopes de Moura
  68. Robson Batista Marinho
  69. Relmayck do Nascimento Ferreira
  70. Adeilson Nunes da Silva
  71. Francisco Job de Oliveira
  72. Reinaldo da Silva Xavier
  73. Jucélio Antonio da Silva Júnior
  74. Thalyson Jeyms de Moura Severiano.

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte divulgou também a foto de um preso que a instituição acredita ser o 27º preso morto no Massacre de Alcaçuz, ocorrido em janeiro de 2017. O suposto morto foi identificado como Rodrigo José Leandro dos Santos, mais conhecido como “Rodrigo Pantera”. Agora RN.

Comente