Investigadores prenderam terceiro suspeito do crime nesta quarta-feira (7), em Alagoas. - 07/02/2019

Ex-marido contratou pistoleiros para matar empresária, diz Polícia Civil

G1 RN

Polícia Civil divulgou resultado das investigações da morte da empresária Maria da Conceição de Lima Barbosa em entrevista coletiva — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

 

Polícia Civil divulgou resultado das investigações da morte da empresária Maria da Conceição de Lima Barbosa em entrevista coletiva — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

 

O ex-marido da empresária Maria da Conceição de Lima Barbosa contratou dois pistoleiros de Alagoas para executá-la. A informação é da Polícia Civil, que, nesta quinta-feira (7), prendeu mais um suspeito do crime, o terceiro. Outros dois homens já estavam presos, em janeiro. Maria da Conceição tinha 56 anos e foi assassinada em novembro, no interior do Rio Grande do Norte.

Luiz Hugo Vital Barbosa, 57, ex-marido dela e apontado pelas investigações como o mandante do crime, morreu em um acidente de carro no dia 30 de janeiro. Um dia antes, segundo a polícia, ele ficou sabendo que um dos homens que estavam presos o havia delatado.

De acordo com o delegado Erick Gomes, titular da Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor), dois homens foram contratados para executar a empresária e cada um deles recebeu R$ 2 mil pelo serviço.

Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos, foi executada a tiros — Foto: Arquivo da família

 

Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos, foi executada a tiros — Foto: Arquivo da família

Depois de presos, os pistoleiros disseram aos investigadores que o mandante era Luiz Hugo. “Há também conversas nos celulares deles que apontam situações nesse sentido”, afirma o delegado.

Os executores chegaram a passar mais de uma semana em Santo Antônio, onde Maria da Conceição morava e administrava seu negócio, para planejar o assassinato. Os custos de estadia e aluguel de carro para eles, segundo a Polícia Civil, foram bancados pelo ex-marido da empresária.

 

Faça Seu Comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Comentários

disse:

em 31/12/1969 - 09:12