Por SMS, usuário será informado previamente sobre a ocorrência de chuvas intensas, vendavais, riscos de inundação, deslizamentos e outros fenômenos natura - 14/05/2019

Potiguares podem receber alertas de riscos de desastres naturais pelo celular

Por G1 RN

Em junho de 2014, trinta e seis casas foram engolidas por uma cratera aberta pelas chuvas no bairro de Mãe Luíza, em Natal  — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Em junho de 2014, trinta e seis casas foram engolidas por uma cratera aberta pelas chuvas no bairro de Mãe Luíza, em Natal — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Os potiguares podem se cadastrar para receber, pelo aparelho celular, alertas de riscos e desastres naturais. É que o Rio Grande do Norte aderiu ao programa de emissão de SMS gratuito à população com informações da Defesa Civil.

Transmitidas aos telefones celulares por SMS, as mensagens informam previamente sobre a ocorrência de chuvas intensas, vendavais, riscos de inundação, deslizamentos e outros fenômenos naturais com potencial de risco à população.

“Trata-se de mais uma ferramenta para propiciar ações efetivas da Defesa Civil do Estado trazendo, dessa forma, uma tranquilidade a mais para a população”, ressaltou o coordenador estadual da Defesa Civil, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Militar Marcos de Carvalho.

A iniciativa é uma parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Regional, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e os governos estaduais. Os alertas são divulgados pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e pelos órgãos de Defesa Civil nos estados.

 

Como receber

 

Os interessados em receber as mensagens devem enviar um SMS para o número 40199, com o Código de Endereçamento Postal (CEP) do município em que mora. Em seguia, o usuário receberá uma mensagem informando que o celular está apto a receber os alertas. Também será possível cancelar o serviço por mensagem de celular. Não há custo para receber os alertas.

Faça Seu Comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Comentários

disse:

em 31/12/1969 - 09:12