Sem Sintomas de Agressão - 13/06/2024

“Aparentemente ela não sofreu nenhum tipo de agressão”, diz irmã de idosa que desapareceu no Aeroporto de Natal

                                                             Rita Caetana de Sousa, de 70 anos, que estava desaparecida após desembarcar no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Natal, passou por exame de corpo de delito na tarde desta quarta-feira (12). Rita foi encontrada em um matagal nas proximidades do local na manhã desta quarta-feira. Após ser encontrada e ter sido recebida pela polícia, Rita foi levada ao hospital e através da Polícia Civil, da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foi conduzida para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep/RN) para passar por exames de corpo de delito. A idosa foi liberada por volta das 17h30. 

A irmã dela, Elza de Sousa, que acompanhava Rita, conversou com o repórter da TV Ponta Negra, Robson Bezerra e contou que Rita está estável, passou por vários exames e que aparentemente não sofreu agressão física, pessoal, ou foi violentada sexualmente, porém, ainda aguarda o resultado dos exames para ser feita a conclusão. Na manhã desta quarta-feira, quando foi encontrada, a idosa vestia apenas uma camiseta, estava sem roupas inferiores e sem os pertences pessoais. 

Com informações do repórter Robson Bezerra, da TV Ponta Negra 

Faça Seu Comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Comentários

disse:

em 01/01/1970 - 12:01