General Eliéser Girão Monteiro destacou em vídeo que “acordões” de apoios políticos são o que existe de mais sujo e podre na política brasileira - 25/10/2018

Líderes do PSL do Rio Grande do Norte pedem para o eleitor “varrer o PT do mapa”

General Eliéser Girão Monteiro quer o Brasil sem PT

Em vídeo gravado e postado nas redes sociais, o presidente do PSL potiguar, brigadeiro Carlos Eduardo, junto com o general Eliéser Girão Monteiro, eleito deputado federal pelo partido, rebatem um vídeo do também eleito deputado federal Bennes Leocádio (PTC), que está apoiando a candidata Fátima Bezerra ao governo do Estado, mas que esteve reunido com o presidenciável Jair Bolsonaro, com direito a postagem de fotos dos dois juntos.

Segundo o brigadeiro, o deputado federal eleito Bennes Leocádio está se aproveitando da tragédia que aconteceu com seu filho mais novo – assasinato numa perseguição policial após ter sido sequestrado por bandidos e ter sido alvejado por tiros de policiais militares – para se promover na política. O brigadeiro Carlos Eduardo disse, no vídeo, que é justamente este tipo de política – do toma lá, dá cá – que o PSL tem ojeriza e pretende pulverizar a partir destas eleições.

O general Eliéser Girão Monteiro destacou que estes “acordões” de apoios políticos são o que existe de mais sujo e podre na política brasileira. No vídeo, o general acusa Bennes Leocádio de fazer essa política e conclama a população “a cravar 17 na eleição para varrer o PT do mapa político no Brasil”. Segundo Girão, o povo fará uma faxina começando com o presidente e, no Estado, “vai votar no 12 para destruir o 13”. Fonte Agora RN.

Faça Seu Comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Comentários

disse:

em 31/12/1969 - 09:12