Abalo de magnitude 2.0 foi registrado na manhã desta quarta (3). LabSis vai instalar uma estação sismográfica em Touros. - 03/08/2022

RN registra novo tremor de terra na região de Touros

Por g1 RN                                                                                                                                                     RN registra novo tremor de terra nesta quarta (3) — Foto: Reprodução                                                                RN registra novo tremor de terra nesta quarta (3) — Foto: Reprodução                                                             

O Laboratório Sismológico da UFRN registrou um novo tremor de terra no Rio Grande do Norte nesta quarta-feira (3), desta vez de magnitude 2.0. O epicentro do abalo sísmico foi no mar, próximo à cidade de Touros. 

Diante dos recorrentes tremores nos últimos dias, o LabSis decidiu instalar uma estação sismográfica em Touros. 

"O tremor dessa madrugada foi de magnitude estimada em 2.0, é um tremor pequeno, mas avisando que a atividade continua. Vamos instalar essa estação sismográfica em Touros - por ser a cidade mais próxima da área onde vem ocorrendo esses tremores - que vai auxiliar nesse monitoramento, pra gente ter um acompanhamento com uma precisão maior desses eventos que vêm ocorrendo", explicou Eduardo Menezes, técnico do Laboratório de Sismologia da UFRN. Outros tremores 

O Laboratório Sismológico da UFRN (LabSis) registrou 8 tremores de terra em 24 horas no Rio Grande do Norte. Os abalos sísmicos aconteceram entre 0h34 de domingo (31) e 0h10 desta segunda-feira (1º). Pelo menos dois desses tremores foram sentidos pela população de algumas cidades do estado. 

"Todos foram registrados nessa região de Touros, a um distância de no máximo 30 quilômetros da costa", explicou o professor Aderson Nascimento, do LabSis. 

O mais forte dos tremores foi na tarde de domingo (31), teve magnitude 3.7 e foi sentido por moradores de Natal e cidades do litoral norte do estado. 

Faça Seu Comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Comentários

disse:

em 01/01/1970 - 12:01