Caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (3) em Ipanguaçu, segundo a Polícia Militar. - 04/08/2022

Casal é executado a tiros dentro de carro e criança de 1 ano é achada às margens de rodovia no interior do RN

Por Iara Nóbrega, Inter TV Costa Branca                                                                                                         Carro em que casal foi executado na RN-118, no interior do RN — Foto: Cedida                                                                   Carro em que casal foi executado na RN-118, no interior do RN — Foto: Cedida                                                 Um casal foi executado a tiros dentro de um carro às margens da rodovia RN-118, no município de Ipanguaçu, região Oeste potiguar, na tarde desta quarta-feira (3). 

Uma criança de um ano de idade foi encontrada por policiais militares, sem ferimentos, do lado de fora do veículo, às margens da rodovia. A polícia acredita que ela é filha do casal. 

As informações foram confirmadas pelo tenente-coronel Maximiliano Fernandes, comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar. 

Segundo a PM, o crime aconteceu por volta das 13h próximo à comunidade de Pedrinhas. O casal teria sido perseguido e executado com vários tiros de escopeta calibre 12, entre outros tipos de armas de fogo. Várias marcas de tiros ficaram no veículo. 

As vítimas não foram oficialmente identificadas até a última atualização desta matéria. Segundo a PM, o homem estava no banco de motorista e a mulher ao lado no banco de passageiro. 

"A criança vinha na cadeirinha, no banco de trás. A gente acredita que eles (criminosos) não viram que tinha uma criança no banco de trás. Graças a Deus, ela escapou ilesa. Acredito que eles, depois que mataram os dois, se aproximaram do veículo, viram essa criança no banco de trás e tiraram ela. Quando a viatura chegou ao local a criança estava do lado do carro, sem ninguém por perto", afirmou o tenente-coronel Maximiliano. 

Mesmo sem aparentar ferimentos, a criança foi levada para uma unidade de saúde do município pelos policiais militares. 

Faça Seu Comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Comentários

disse:

em 01/01/1970 - 12:01