Coordenada pela Delegacia Geral de Polícia Civil, 'Operação PC 167' aconteceu nesta quinta-feira (26), envolveu todas as delegacias de Natal e as regionais p - 27/11/2020

Polícia Civil prende 97 pessoas no RN por assalto, tráfico de drogas, homicídio e outros crimes

Por G1 RN

Operação da Polícia Civil aconteceu nesta quinta-feira (26) — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Operação da Polícia Civil aconteceu nesta quinta-feira (26) — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu 97 pessoas nesta quinta-feira (26) em uma operação coordenada em todo o estado para cumprir mandados de prisão que estavam em aberto. Ela foi denominada "Operação PC 167" em referência a todos os municípios potiguares e envolveu 1 mil policiais. 

Segundo a Polícia Civil, desse total, os casos mais registrados foram de 42 presos que respondem por assalto, 22 por tráfico de drogas, 13 por homicídio e quatro por violência doméstica. Os demais foram detidos por outros tipos de crime. 

O delegado geral adjunto da Polícia Civil, Ben Hur Cirino de Medeiros, disse que 81 desses 97 detidos são considerados muito perigosos. 

"Nós tínhamos que tirá-los do convívio da sociedade. Pois é o povo que rouba pra comprar droga, que trafica e que mata. E que chega em casa e agride a mulher", disse. 

Apenas no bairro das Rocas, na Zona Leste de Natal, 11 pessoas foram detidas nesta ação. 

O fato de ter acontecido neste mês de novembro, segundo a Polícia Civil, tem o objetivo de tirar os criminosos das ruas às vésperas do mês de dezembro, que tradicionalmente, de acordo com o órgão, reúne muitas ocorrências. 

Segundo a Polícia Civil, a operação envolveu vários municípios do Rio Grande do Norte e diversas delegacias regionais. 

 

Em Natal, os 15 distritos policiais participaram da ação, que foi coordenada pela Delegacia Geral da Polícia Civil (Degepol), Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN) e Diretoria de Polícia Civil do Interior (DPCIN). 

 

 

Faça Seu Comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Comentários

disse:

em 31/12/1969 - 09:12